Logotipo do Dia da Música

Trio Choro Novo

Instrumental

Rio de Janeiro, RJ

Aceita tocar na própria cidade

Integrantes

  • Marlon Mauzer - Violão
  • Abel Luiz - Mais de um instrumento
  • Reinaldo Pestana - Bateria

Onde já tocou

Matérias
Revistas, jornais, blogs e outras midias que falaram do nosso som
26º Prêmio da Música Brasileira
Pré seleção do CD na categoria "música instrumental"
Edição 2015
CD "Sotaques & Influências" pré selecionado ao 26º Prêmio da Música Brasileira concorrendo a categoria Instrumental no segmento Grupo, Álbum e Solista.
Revista Modern Drummer 140/Julho de 2014.
Gastando a Pele
Fábio Marrone
O baterista Reinaldo Pestana lança com seu grupo Choro Novo o disco Sotaques e Influências, um trabalho cheio de surpresas e musicalidade de sobra. O músico bateu um papo com a Modern Drummer Brasil e falou um pouco do grupo e de outros trabalhos.

Edição online aqui.
Revista Backstage Out/2013
Playrec
Danielli Marinho
Sobre o CD "Sotaques & Influências".
MOMENTOS CAPTURADOS
Momentos, som em imagens....
Estudio Making of
Lançamento do Cd "Sotaques & Influências" no CCJF
Mercado da Música em Vitória/ES
Sesc Tijuca 2015
Sesc Tijuca 2015
Sesc Tijuca 2015
Sesc Tijuca 2015
Sesc Tijuca 2015

Site do artista

Biografia

A partir da riqueza de possibilidades sonoras e musicais do Choro, encontraram canais de expressão.

Que tornam tão especial e original a música brasileira na sua totalidade!
Abel Luiz
Cavaquinho, bandolim, viola caipira e violão tenor
Músico, compositor e arranjador

Profissional dedicado a lidar com a arte em diversas esferas sociais como: lazer, política, saúde, cultura e educação.

Seu virtuosismo encanta!
Marlon Mouzer
Violão 7 cordas
Músico, compositor

7 é o número da perfeição. O Rio de Janeiro é uma das 7 maravilhas do mundo. E 7 cordas estão no violão tocado por Marlon Mouzer, um carioca da gema que desde os 16 anos pratica a arte de um dos instrumentos mais incríveis desse planeta.

O músico une virtuosidade a um amor quase que sobrenatural à música brasileira. Emana amor e competência!
Reinaldo Pestana
Bateria e percussão
Músico, compositor e arranjador

Na bateria, sua precisão, dinâmica e percepção musical, realiza execuções únicas. Está sempre atento à linguagem dos músicos, se adapta às linguagens facilmente.

Como percussionista, alia esta percepção à criatividade e sua sensibilidade à música permite inserir sonoridades e ritmos que enriquecem a execução.


Sua versatilidade permite transitar em vários estilos de maneira fluida, o que o torna um artista musicalmente pleno e consciente de suas possibilidades.
"Sotaques & Influências"
Por Fábio Marrone
(Modern Drummer Brasil)
"O Choro se consagrou como a primeira forma originalmente urbana de música instrumental brasileira, graças a grandes compositores com suas magníficas obras. Só para citar alguns: Pixinguinha, Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga, Waldir Azevedo. Mas o que isso tem a ver com bateria? Música!

Uma nova roupagem para o que antes era tocado só com um pandeiro, ganhando em ritmo e arranjo. O Choro adquiriu esta nova roupagem graças a grupos como o Choro Novo. A cada dia que passa a bateria se torna um instrumento popular neste segmento tão maravilhoso.

O grupo Choro Novo é formado por três músicos: Abel Luiz, Marlon Mouzer e Reinaldo Pestana. Eles se reuniram nas horas vagas para tocar e passear pelas diversas vertentes com a linguagem do Choro. Deu tão certo que montaram o Choro Novo. Reinaldo é um músico muito experiente e já trabalhou com artistas de alto nível, tais como Bebeto (cantor de samba rock), Claudia Holanda, Patricia Mellodi, Denise Reis, Claudio DaMatta, Tiago Abravanel entre outros. O músico mostra um estilo muito livre ao tocar, com frases bem construídas, ótimo trabalho nas dinâmicas e muita musicalidade.

O disco conta com nove músicas e uma arte de capa sensacional. A tela foi feita pelo artista plástico chileno Carlos Paredes, que a cedeu para ser usada como capa do primeiro trabalho do Choro Novo.

Começo falando de Tijolo na Nuca, música mais calma com um arranjo bem feito; o trabalho de Reinaldo no chimbal é notável e merece ser ouvido com atenção. Em Sorrindo Pra Vida, temos um belo tema em 6 no começo, em seguida um frevo com o baterista trabalhando com muita criatividade nas frases e conduções. Sinara Rúbia tem forte influência do flamenco. O baterista esbanja criatividade no uso das notas fantasmas. E que som de violão! Em Pra Chegar!, Reinaldo demonstra habilidade no uso de instrumentos de percussão junto com a bateria. Destaque para a frase de entrada da bateria antes do tema. "O Bruxo" tem mistura de xaxado com maracatu, muito suingue e dinâmica do baterista. Novos Tempos trás um groove muito forte do funk misturado com samba. O uso do aro é feito com muita musicalidade. O ijexá é um dos muitos ritmos que enriquecem Contando os Números. Que arranjo fantástico! O trabalho com o aro e tambores no final da música é notável e merece atenção redobrada. Chorrilho é uma salsa com a ótica do Choro. Catarina é sem dúvida a música mais sangue nos olhos que o grupo toca. Um samba muito rápido a la João Bosco, com um ótimo trabalho nas conduções feito por Reinaldo."

(Ótica de um baterista para o CD)

Ver mais

Shows

Ainda não há shows confirmados ou em negociação

Ver mais

Playlist do artista

Sorrindo pra vida

Catarna

Ver mais
×

Baixe o aplicativo do DDM

Com o aplicativo do evento fica mais fácil de acompanhar os shows próximos a você.

Dúvidas/FAQ