Logotipo do Dia da Música

Simplicio Neto & Os Nefelibatas

Alternativa, MPB, Rock

Rio de Janeiro, RJ

Aceita tocar no país

Integrantes

  • Simplicio Neto - Mais de um instrumento
  • Sidney Honigzstejn - Baixo
  • Gabriel Ares - Teclado

Onde já tocou

Audio Rebel - RJ
Multifoco - RJ
Sala Baden Powell - RJ
Dia da Música - SP
Baratos da Ribeiro - RJ

Site do artista

Biografia

"Os Nefelibatas" são a mais nova experiência sônica de Simplício Neto, junto com seus parceiros musicais mais constantes. Atração do Dia da Música em São Paulo ano passado, teve seu show de estréia foi em Outubro de 2014 na nova meca do som independente no Rio, o Audio Rebel, no pré-lançamento do primeiro EP da banda, "Fuscas & Dirigíveis", lugar onde já deu outros shows marcantes. Destacam-se também um show na histórica Sala Baden Powell em Copacabana, numa edição do projeto "Admirável Disco Novo", que mapeia as novidades da cena independente brasileira. E também o show de lançamento do EP "Terror & Vaudeville", no aniversário de 6 anos da Dínamo, a festa que trouxe o rock para o coração da Lapa. Além do público, que tem crescido a cada show, a crítica tem recebido muito bem os EPs. "Fuscas & Dirigíveis" foi resenhado por sites internacionais como o blog americano "Superrockmountain!", encabeçando sua lista EP GRAB BAG de 2014. E "Terror & Vaudeville", ganhou resenhas elogiosas nos blogs que cobrem a musica independente no Brasil, como o Blog Trabalho Sujo de ALexandre Matias, o Blog BOO MONSTER BOP, de Bárbara Scarambone Leal, e o Blog Amplificador, a sessão de Nova Musica Brasileira no Jornal O Globo. Cineasta, diretor de documentários musicais premiados como "Onde a Coruja Dorme", Simplício Neto vem atuando na cena boêmia carioca desde os anos 90 do século passado, como VJ da festa Phunk!, e DJ da festa Dínamo, e como guitarrista cantor e compositor de bandas marcantes da cena underground da cidade, como os Vibrosensores, a Máquina no Mundo, o Teatro Liquido e a Banda Filme. O baixista e backing vocal dos Nefelibatas, e também o produtor do segundo EP da banda, "Terror & Vaudeville", é Sidney Honigzstejn. Parceiro compositor e cantor da lendária Vibrosensores, que misturava psicodelia e bossa nova nos anos 90 com saudades do futuro, foi também o guitarrista do The Cigarettes, do mesmo histórico selo indie Midsummer Madness, e andou pontuando depois disso na Padaria Sinistra, junto com Lois Lancaster, que também foi comparsa de Simplício no Teatro Líquido. Juntos armaram as tramas multimeios-teatrais "A Re-volta de Charles Magnífico" (encenado no projeto ‘Fronteira – Encontro de Linguagens’, uma ocupação teatral da Funarte no Teatro Glauce Rocha, em 2011), e "O Procrastinador" (a ser apresentada no Centro Cultural Midrash, em Maio de 2015).

Já da cultuada Banda Filme, que agitou pontos-chave do Rio do começo do século XXI, como Teatro Odisséia e Teatro Dulcina, e que trilhou alguns bons curtas nacionais, além de todo o segundo longa de Simplício, "Carioca era um Rio", dois comparsas se apresentaram a essa nova empreitada da canção roqueira brasileira. Na bateria dos Nefelibatas temos o também cineasta Felipe Rodrigues, diretor do cultuado longa "A Balada do Provisório" e vários curtas. Nos teclados, nos backings e nos arranjos de base, temos Gabriel Ares. Um elo comum de toda uma cena de bandas afins da chamada Trovadélica do Sudeste, ele é também membro arranjador dos Acessórios Essenciais, do Digital Ameríndio (trabalhos solos de outros dois ex-membros da Banda Filme, Augusto Malbouisson e Sandro Rodrigues) e do carro-chefe do movimento, os Supercordas. Uma banda já resenhada pelas principais revistas especializadas e jornais do país, elogiada por grande parte dos chamados formadores de opinião da esfera musical, com fãs em todo Brasil.

Desta última sai o guitarrista e produtor do primeiro EP dos Nefelibatas, "Fuscas & Dirigíveis", o bardo moderno de Paraty Pedro Bonifrate, que vem renovando o rock da terra com elogiados álbuns solo, como "Um Futuro Inteiro", e que em seu último, o "Toca do Cosmos", gravou uma música de autoria de Simplício Neto e Fred Coelho, "Aldebaran". Lançando também, com esse EP, um manifesto sobre o trabalho de todo esse grupo de músicos e compositores, assinado também por Simplício. Em que chama a todos de "cavaleiros airosos da pós-mpb, do trans-rock, do meta-folk e do pré-apocalipse", loucos que "ainda querem fazer muitas canções cintilarem antes do juízo fonográfico final, antes que as ultimas luzes da psicodelia tropicaleira e trovadora se apaguem na Ilha de Hy Brazil"

Ver mais

Shows

Ainda não há shows confirmados ou em negociação

Ver mais

Playlist do artista

Velha Igreja

Vitrola

Marcha dos Homens

Terror & Vaudeville

O Amor nas Jornadas de Junho

Segunda-feira em Oz

Trip em Três Tempos

Valsa da Língua

Ver mais
×

Baixe o aplicativo do DDM

Com o aplicativo do evento fica mais fácil de acompanhar os shows próximos a você.

Dúvidas/FAQ