Logotipo do Dia da Música

Gilberto Xique

Samba

São Paulo, SP

Aceita tocar na própria cidade

Integrantes

  • Gilberto Xique -

Site do artista

Biografia

Xique-Xique (Gilberto Alves de Souza), nasceu no ano de 1946 na cidade de Xique-Xique, Sertão da Bahia, à beira do Rio São Francisco. Começou aos 15 anos de idade, em 1961, tocando zabumba a convite do Trio Nonô e seus garotos, o qual atuava todos aos sábados e domingos nas rádio de auditório das regiões do ABC (Rádio Clube santo André e Rádio ABC de São Caetano, e contava sempre com a presença de grandes atrações como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Isaurinha Garcia e outros famosos da época.

Definitivamente na música em 1968, seu primeiro trabalho foi como percussionista acompanhando o grande interprete Noite Ilustrada. Foi convidado por Luiz Carlos Paraná para trabalhar no Jogral da Avanhandava, o qual recebeu grandes nomes da música brasileira, tais quais: Benito di Paula, Nelson Gonçalves, Angela Maria, Edith Veiga, Jorge Costa, Luiz Américo, e muitos outros. Ali permaneceu entre 1969 e 1970, período em que conheceu Luiz Ribeiro (Risadinha), sendo ambos convidados para pelo maestro Oswaldo Cruz, da dupla ouro e prata, para participar da banda integrada por nomes como Lucio Cardim e Maestro Antonio Bruno e vários artista famosos da época.

A primeira experiência internacional de Xique-Xique se deu em 1972 no Japão, na cidade de Osaka, onde permaneceu por três meses em espetáculo, na seqüência o “Porta do Carmo” com os sambistas Noite Ilustrada, Elias de Lima, Célia Cantora e seus convidados, entre os quais, Cauby Peixoto.

Em 1971 deu inicio aos trabalhos de gravações de coro na Gravadora Potyguar, onde gravou pela primeira vez como compositor e interprete no LP - Samba na onda do Momo, um disco de marchas de carnaval de 1976.

Em 1977, Xique remontou o Grupo musical “Quarteto Maravilha” o qual gravou dois compactos, sendo um simples e o outro duplo, tudo pela gravadora Chanteclair / Continental, produzidos por Wilson Miranda e com a participação do Maestro Élcio Alvares, Coral da Eloá e Titulares do ritmos (Grupo vocal de deficientes visuais da época. Já em 1979, a convite do Maestro Erinho, foi o primeiro cidadão negro à participar de uma orquestra de origem germânica em Blumenau-SC. Sua chegada fez com que o sucesso da orquestra aumentasse, embora o pré-conceito fosse grande; e trouxe consigo dois parceiros de estrada: Zeca do Cavaco, este da Mangueira; e Waldir do Pandeiro, os quais permaneceram na orquestra por mais um ano.

No final do ano de 1979 voltou para São Paulo, sendo que sua esposa também era cantora, de nome artístico, “Tônia Xique”, que atuava como corista em diversos trabalhos e que um anos antes (1978) já havia gravado um compacto simples pela gravadora Iris. Eles tiveram 4 filhos, dos quais dois deles são Magnu Sousá e Maurilio de Oliveira, que integram o Quinteto em Branco e Preto e que também os fundadores da Comunidade Samba da Vela, ambos batizados pela Madrinha Beth Carvalho.

Xique-Xique é Cantor, Musico e Compositor.

Ver mais

Shows

Ainda não há shows confirmados ou em negociação

Ver mais

Playlist do artista

Vida Amarga

Pra que se lamentar

Lua Pálida

Cuida da sua vida

Ver mais
×

Baixe o aplicativo do DDM

Com o aplicativo do evento fica mais fácil de acompanhar os shows próximos a você.

Dúvidas/FAQ