Logotipo do Dia da Música

Machiuda, Benku, Maiara, Songu, Tochiiuku, Dãdara, Agripinu, Jesusa.

Alternativa, Instrumental, Rock

São Paulo, SP

Aceita tocar na própria cidade

Integrantes

  • Benku, Machiuda, Maiara, Songu, Tochiiuku, Dãdara, Agripinu, Jesusa. - Vocal
  • Machiuda - Percussão
  • Songu - Teclado
  • Maiara - Bateria
  • Tochiiuku - Vocal
  • Jesusa - Guitarra
  • Agripinu - Baixo
  • Dãdara - Metais

Onde já tocou

A Banda As Barulientas da Momenta Abãbama (ABANBAMA) e o Bando
Os Barulhentos do Momento, Ubãbamu (UBANBAMU) tive seu começo oficial com a participação no dia 30 de novembro de 2013, no aniversario do Bairro Butantã, na Praça Elis Regina, dramatizando, cantando e interpretando as supramencionadas músicas.

A foto da ABÃBAMA UBÃBAMU apresenta em sua mais recente excursão interiorana pelo quarto, pela sala, pela sala do serviço, pela cozinha, pelos quartos da minha casa. Pelo exterior nos quartos de sua casa, pelo parque, pela rua, pela praça, pela lanchonete, pelo boteco, pelo restaurante, etc.
Então! Afinando a voz! Pega o instrumento de percussão, pega o instrumento melódico.
Agora! Na capela, no gogo! No som da instrumentalização e já!
Um, dois, três! Tocando, cantando o sábado no dia da musica!

Site do artista

Biografia

ABÃBAMA UBÃBAMU - Abanbama Ubanbamu Bibliografia-

Em função especificamente do gosto da musica em seus diferentes ritmos nacionais e internacionais mediante o canto, depois acompanhado simultaneamente de instrumentos. Claro sem ter atitudes musicais! Só o gosto pela musica mesmo! Gerou-se o interesse de gerar canções, e para isso contou-se com a avaliação, com banca examinadora e avaliadora, conformada pelo publico comum quando espontaneamente se interatuava. Que é o que o senhor ou a senhora escuta. Que é? É um poema ou uma leitura? E eles e elas contestavam certamente. É uma leitura, é um poema, é uma musica! É UMA MUSICA! Com certeza impulsados pelo ambiente, nos tínhamos convertido em compositores. Desse modo, no quesito musica, musica 2013, Abanbama Ubanbamu surge em forma oficial, com músicas de sua autoria, orientando-se na comunicação indireta no marco Teórico da Teoria da Linguística Diversificada, LINDI ou Teoria Falaica, TEFA. Desse modo, suas canções estão orientadas a corrigir erros históricos através da Poesia Ilustrativa, sem vez da licencia poética, bem como o registro do dinamismo da fala, mediante a fala dinâmica umonana, da fala dinâmica umonana equilíbrio, com seus produtores, falante mulher, falante homem e da Língua Portuguesa Estática Oficial. Cantadas em falas dinâmicas, falas nativas- Embiás (Língua Guarani)-, Línguas Estáticas Oficiais, tais como: Língua Portuguesa, Língua Castelhana, Inglesa, italiana, línguas faladas pelas diferentes comunidades do município de São Paulo, etc. As musicas são desenvolvidas no ritmo NÃUSOMUSA, sendo que a musica se adapta ao conteúdo da fala do compositor e não o contrario, podendo ser no compasso de quatro tempos, com movimentos rítmicos que podem ser lento vivace, médio lento vivace, rápido vivace, rápido alegro vivace, barulhento lento vivace, barulhento rápido vivace, barulhento rápido alegro vivace. Que para o gosto cotidiano, o ritmo nãosomusa nos graus do movimento lento vivace pode ser marcha, marchinhas, hino. O ritmo nãosomusa nos graus do movimento rápido vivace pode ser samba, choro, carimbó, salsa, cumbia, raja lenha, jazz, reggae. O ritmo nãosomusa nos graus do movimento barulhento vivace pode ser Rock, Rock metal. O ritmo nãosomusa nos graus do movimento Refletivo vivace, Allegro que pode ser repente, lhaneira, hip hop, rap, etc.

Ver mais
Ver mais

Playlist do artista

Não há como esquece-lo

Abanbama ubanbamu

Outras músicas: Natalisiu natalisia, Terraqueus, Falante mulher fato de inclusão, Urutu, Nasceu mulher!, Complementando o fabuloso, Parati, parati, parati!, Grito de entrada

Ver mais
×

Baixe o aplicativo do DDM

Com o aplicativo do evento fica mais fácil de acompanhar os shows próximos a você.

Dúvidas/FAQ